domingo, 18 de janeiro de 2009

***A MULHER NÃONASCE......TORNA-SE!



A mulher não nasce mulher, torna-se com o passar do tempo.

O seu par, forçosamente tem que ser: um aliado, um companheiro,
um cúmplice, um amigo, e acima de tudo o seu ombro das horas
boas e ruins, nos altos e baixos, muito antes de ser seu amante
na cama e fora dela.

Sim porque amar não tem lugar!

Se ela não vem pronta, e vai aos poucos sendo construída;
com a sua feminilidade, se dá o contrário.
Porém, mesmo já nascendo feita, sua sexualidade é construída aos poucos.

Dificuldades existirão,serão superadas e de repente eis que...

Ela se descobre Mulher!

É nesse ponto que ela as vezes termina descobrindo que o tão sonhado
par, a tão esperada companhia de todos os seus dias, o tão sonhado
companheiro, o amado amante, o namorado, não é tão parceiro e cúmplice,quanto ela espera e deveria ser.

Cabe a ela conduzi-lo no desbravamento dos seus próprios recantos,
da sua sexualidade e nas suas preferências, algo que é construído
de mistérios e indagações, mas que nem por isso é um quebra cabeças,
e tampouco é a mulher; uma “Caixa-de-Pandora”.

Cabe a ela ser autêntica e nunca estar preocupada em fazer tipo
apenas para ser notada, para a conquista. Ela deverá ser sempre verdadeira da cabeça aos pés, do início ao fim. Porque é sendo autêntica,que ela se impõe, se faz notar, é descoberta,e acima de tudo é amada e querida .......

......do anoitecer ao amanhecer.

O que realmente importa não é a cena, a bebida,o lugar; e eu acrescento, o carro, a roupa e os acessórios de grife,copos ou taças de cristal, estes, bem podem ser, os de requeijão; o licor, a bebida importada, os talheres finos, as toalhas de luxo e o roupão de banho também importados.
O que importa é a companhia certa;o respeito e a cumplicidade genuínos. Do início ao fim


A mulher chega ao mundo sem roupa e sem manual, e tem que seguir
sua solitária travessia na busca da sua identidade emocional,e sua sexualidade, não raras vezes incompreendidas,quando não se condena ela mesma, ao fingimento,para o resto dos seus dias.


Mesmo assim seu cúmplice e seu companheiro, não poderá se arrogar jamais no direito de ser e se achar dono do seu corpo, que não raro, nada dele conhece, tanto quanto não conhece a alma daquela que busca lhe dar sua intimidade, e em troca quer apenas o seu respeito, carinho, e amor.


Enfim, ser reconhecida como a mulher que aos poucos foi lapidada pelo
próprio tempo.


...Ah! se todos os homens entendessem, a delicadeza e a complexidade da
sexualidade feminina, a vida a dois seria indiscutivelmente melhor equilibrada.


***Jorge Oliveira***

6 comentários:

Isa disse...

E foi um Homem que escreveu este
texto!
Que bem compreende a Alma feminina!
Boa semana,cheia de luz.
Beijo.
isa.

Gilbamar disse...

Amor, respeito, compreensão, cumplicidade positiva, carinho e companheirismo, eis parte das atitudes que todo homem precisa ter com sua amada. Sem isso certamente um relacionamento a dois não prosperará.

Fraternal abraço.

neide disse...

Querida, tem um selinho pra você no meu cantinho. Bjss

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo texto escrito por um homem,nossa que homem é esse?

Bom dia amiga.

bjs.

Isa disse...

Bom dia.Voltei(volto sempre com gosto)para reler as palavras desse homem q. "escreveu bonito",q.
entende a nossa maneira de ser...
Depois para lhe dizer q.tem selinho
no meu canto...
Beijo.
isa.

D.Ramírez disse...

Nao sei se a mulher precisa de fases, pq a mulher é em todas as frases..nao precisam ser nada, pq ja sao..mulher.

Besos